Em relação aos castigos

Em relação aos castigos, normalmente gosto de pensar em senso comum e fazer questões. 

Porque castigamos uma criança? O que é que isso significa?

O que é que um castigo ensina? Qual é a verdadeira intenção por trás de um castigo?

E quais são as consequências?

A criança deixa de ter o comportamento? Se sim, o que terá levado a criança a deixar de se comportar dessa forma: medo do castigo, medo que não gostem dela, ou amor e compreensão?


Nós castigamos outros adultos com quem nos relacionamos só porque eles fazem o que nós achamos que não devem? Castigamos maridos, companheiros, namorados, colegas de trabalho?

E talvez a pergunta mais importante:o que queremos de um relacionamento com os nossos filhos? Qual a nossa verdadeira intenção quando temos o nosso filho em pensamento e à nossa frente?


Eu quero estabelecer um relacionamento de amor, compreensão, abertura, aceitação, confiança e respeito. Para mim, os castigos não representam nem amor, nem compreensão, nem abertura, nem aceitação, nem confiança, nem respeito.

E há tantas, mas tantas formas de nos relacionarmos com os mais novos sem ter que recorrer a castigos.


Acredito que precisamos questionar a nossa visão da educação e de nós mesmos. Aprender a confiar em nós e a confiar nos nossos filhotes e crianças com as quais interagimos.


Compreender o desenvolvimento emocional, físico e cognitivo pode ajudar os pais a relaxar! Quando sabemos que é apenas uma fase e que todas as fases nos pedem amor e compreensão, estamos mais disponíveis para abrir mão  dos conceitos que temos de educação e confiar que o ser que veio partilhar esta jornada connosco é inteligente, sábio e merece o mesmo respeito que qualquer outro ser humano.

O facto de um bebé ou criança ter um corpo mais pequeno que o nosso, ainda estar em processo de desenvolvimento a todos os níveis, não quer dizer que mereça menos respeito.

Pelo contrário, merece a minha maior compreensão, a minha maior empatia por estar a conhecer este mundo, por não compreender muitas das suas emoções, por não fazer ideia do que os adultos à sua volta esperam dela e por ter tanto, mas tanto, para me ensinar sobre o AMOR INCONDICIONAL!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s