Pronto, faz-me confusão!

Técnicas para adormecer uma criança.

Estratégias para educar/lidar com o seu filho.

Esta coisa de haver uma fórmula para lidar com pessoas (sim, as crianças são pessoas) não te parece estranha?

E se começarmos pelo início, porque raio querem os pais fórmulas e estratégias para lidar com os seus filhos?

Acredito que todos queremos o melhor para os nossos filhos e que a busca por soluções na educação é uma busca por felicidade.

Contudo, será a felicidade o resultado de fórmulas únicas que resultam para todos de igual forma?

E será que podemos criar filhos felizes, sem primeiro sermos nós, pais, felizes?

Então, será que os pais estão à procura de estratégias para lidar com os filhos, ou estão à procura da sua felicidade, paz interior e amor incondicional?

Uma estratégia resulta de vez em quando.

A conexão de amor incondicional que estabeleces com o teu filho, a cada instante, resulta sempre. Dá-te todas as soluções que precisas naquele momento. Sabes porquê?

Cada momento é único e resulta da interação que vocês estão a estabelecer, do que ambos têm para aprender sobre si mesmos.

Nós vivemos preocupados com a felicidade e o sucesso futuro dos nossos filhos porque não sabemos lidar com o momento presente, dentro de nós.

Quando compreendemos que a vida acontece agora, a felicidade deixa de ser um objetivo futuro (tanto para nós mesmos como para os nossos filhos), e passa a ser o nosso foco neste instante, AGORA.

Quando deixamos de estar preocupados com o futuro, grande parte dos desafios da parentalidade se desvanecem.

Além disso, como pais, ao aprendermos a viver mais conscientes do AGORA, começamos a observar que muitos desafios que os nossos filhos nos apresentam nos relembram a nossa infância, o nosso relacionamento com os nossos pais e família chegada, o tempo da escola.

Ao aprendermos a perdoar o passado – aceitando que o passado já foi e eu não preciso proteger o meu filho do meu passado, nem dos meus medos – renascemos novos para este instante e retiramos uma carga pesada de cima dos nossos filhos: serem o que não conseguimos ser no nosso passado!

Só com consciência podemos estar presentes e observar o AGORA.

Não há estratégias para nos relacionarmos com os outros.

Não há estratégias para relembrar quem somos.

Acredito que podemos desenvolver uma atitude interior que nos ajude a estar mais conscientes deste momento: observar a respiração, meditar, orar, usar mantras, ler, fazer desporto, etc. No entanto, o que quer que seja, é algo que depende de ti e acontece dentro de ti, mãe ou pai. Não tem a ver com o teu filho nem o que fazes para ele ser como tu gostavas que ele fosse para que o vosso relacionamento fosse perfeito.

A parentalidade tem a ver connosco, pais!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s