Como estar “presente” no AGORA?

“There are two core fears:
losing what you have,
and not getting what you want.
There is one solution:
Falling in love with where you are…”
– Jeff Foster

Muitas vezes não damos conta de como o nosso hábito de pensar e julgar cada situação, cada pessoa, cada objeto, nos retira a paz interior.

O significado que atribuímos a cada situação não acontece por acaso. Reflete, na maioria das vezes (para não dizer sempre), a forma como nos vemos a nós mesmos.

Já reparaste que no teu mundo, não dás muita importância ao que é neutro para ti? Normalmente dás valor ao que gostas e ao que não gostas.

Reages facilmente ao que te irrita, magoa, entristece.

Reages facilmente ao que te alegra, te faz sorrir e deixa feliz.

Já te perguntaste porquê que as tuas reações emocionais são como são? E quando são? E com quem? E em que situações?

Já te perguntaste porquê que às vezes passas horas e dias com a mesma emoção (e normalmente não é assim tão agradável)?

Já te perguntaste porquê que reages como reages a determinadas pessoas? Em determinados momentos?

Estar presente no agora é também estar presente para as nossas reações emocionais. Aprender a observar como reagimos e deixar de culpar os outros e o mundo pela nossa infelicidade.

Muitas vezes fala-se do “mar de rosas” que é viver no momento presente. Contudo, o mar tem marés agitadas e marés mais calmas.

E quando as marés se agitam é tão fácil apontar um dedo. É tão fácil dizer que foi porque alguém disse ou fez isto, que foi porque no passado isto ou aquilo aconteceu, que é porque amanhã vou fazer aquilo.

Como seria deixar de apontar o dedo?

Aos outros e a nós mesmos?

Como seria oferecer um abraço incondicional a nós mesmos e à emoção que está a aflorar nessa maré agitada, de forma a navegar ao sabor das ondas, sem as julgar?

“Onde é que isto mexe comigo?”

Quando aprendemos a fazer isto, aprendemos a aceitar a vida com uma entrega incondicional.

No momento em que observamos a emoção que é despertada, no momento em que compreendemos que aquela situação é apenas um reflexo de algo que estávamos a alimentar na nossa mente, ela perde a sua força sobre nós.

Sempre que conseguimos navegar com as ondas, em vez de navegar contra elas, o esforço desaparece, a dor também, e aquilo que fica, é o AMOR natural que vive e acontece em nós.

Acredito que é um caminho que vamos fazendo, momento a momento.

Nos próximos dias vou partilhar contigo algumas ideias que sinto serem fundamentais para aprofundarmos a dimensão do AGORA na nossa experiência, removendo a força que ainda damos ao passado e ao futuro, e expandindo a nossa consciência do AMOR que somos. 

2 thoughts on “Como estar “presente” no AGORA?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s