Ser um espaço de amor

Nem sempre é fácil.

Especialmente quando estou cansada, irritada com alguma coisa, e ele grita, fica em pé na cadeira, não come quando nós comemos e quer comer no momento em que saímos da mesa.

Às vezes falo mais alto com ele.

Irrito-me.

Quero ficar sozinha um bocado.

Mas como estou irritada e a “precisar” de silêncio, ele quer falar comigo, ele quer colo, ele só quer estar comigo.

E é nessas alturas que mais tenho que me lembrar de respirar fundo. De lhe dizer que não é com ele que estou irritada. De sentir o silêncio interior no meio do caos. De me sentar com ele e esperar que passe. Que passe a irritação que me está a invadir. Que passe a onda emocional que nos percorre a todos.

Para mim, ser um espaço de amor é ser um espaço onde é permitido sentir tudo.

Mesmo a culpa por ter gritado. A culpa por não ter parado logo no primeiro minuto.

É ser um espaço para o que eu sinto.

É ser um espaço de amor para aquilo que o meu filho sente.

É ser um espaço de amor para o que meu marido sente.

É compreender que a onda emocional de um, afeta todos.

É saber que o silêncio, a serenidade e a consciência de um, afeta todos.

É por saber isso, que a minha intenção é a paz interior. Por mim e por todos, seja o meu filho, o meu marido, a minha família ou o mundo!

SDC14215

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s