A culpa

Imagem: Google
Imagem: Google

É muito fácil apontar o dedo… especialmente porque nos sentimos culpados. É um ciclo vicioso que apenas pode ser quebrado quando alguém toma consciência do mesmo.

Quando nos sentimos culpados, encontramos sempre alguém que nos aponta o dedo… para que possamos apontar o dedo a essa pessoa por nos ter apontado o dedo!

Onde começou a culpa? Na nossa mente!

Antes de sentirmos que alguém nos apontou o dedo, já tínhamos tido pensamentos de ataque contra nós mesmos. É invariável!!!

Para mim, é importante perdoar as pessoas que eu senti que me apontaram o dedo. É a melhor forma que tenho de me perdoar por me ter culpado por essas situações!

A resposta que dou aos outros, é a resposta que dou a mim mesma!!

Quando me apontam o dedo, será útil apontar o dedo de volta? Ou será mais útil olhar para dentro, observar o que sinto e deixar partir?

Ah, e é tão importante observar e reconhecer o que sentimos! Porque senão estamos apenas a passar por cima de sentimentos, que se vão mantendo dentro de nós porque não foram reconhecidos em consciência.

De nada vale escondermo-nos dos sentimentos que não gostamos. E de nada vale usar os outros como bodes expiatórios daquilo que não queremos admitir em nós.

E também de nada vale criar teorias à volta do que é mais simples do que imaginamos. Reconhecer o que sentimos, observar e já está… é tão simples.

A nossa observação consciente desfaz qualquer equívoco. Desde que estejamos dispostos a ver o amor ao invés do medo!

😉

Boa semana para todos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s