Sou feliz porque aquilo que eu sou não é a história que eu penso sobre mim! ;)

O melhoramento contínuo…

A necessidade de agir para expressar o potencial que existe dentro de nós…

São ideias fantásticas! Mas vêm de onde?

Quem é que em nós acredita que tem que melhorar?

Quem em nós acha que o nosso potencial interior tem que ser posto em acção para que possa ser visto, validado e reconhecido?

É óbvio que todas as acções são óptimas, que podemos libertar o nosso potencial criativo através das nossas acções no mundo.

A minha questão é: porquê tanta preocupação na acção?

Alguém acredita mesmo, que se estiver plenamente em paz e for inspirado a agir não o vai fazer?????

Agora, se me disserem que temos imensos bloqueios e que a acção faz com que os ultrapassemos… hmmm posso concordar em parte!

Agir em direcção ao que queremos desperta em nós os bloqueios que estavam presente e podiam não ser vistos sem a acção.

No modo ideal, possivelmente apenas agiríamos inspirados e tudo seria perfeito. Na minha opinião, não acho que este mundo seja para ser perfeito, nem acho que estamos aqui para nos melhorar.

Sinceramente, na minha experiência, acho que estamos aqui para ACORDAR!

Acordar para quem somos e despertar da inconsciência em que andamos: pensamos que somos um corpo limitado, um corpo frágil que precisa proteger-se, que tem uma personalidade, tem planos e tem propósitos.

Quando na verdade o que somos ultrapassa qualquer história que podemos contar sobre nós.

AGIR no mundo é fantástico! AGIR é fantástico. Como NÃO AGIR é fantástico!

Tudo depende do que sentimos cá dentro!!

Ninguém sabe o que é melhor para o outro, sabe apenas o que é melhor para si, em cada momento.

Hoje pode ser bom agir, amanhã não. E está tudo bem!

Para mim, não há regras, não há receitas. O que estiver bem para cada pessoa em cada momento é PERFEITO!

De qualquer das formas, a nossa mente apresenta sempre limitações, crenças, valores, que em última instância são mentira. Será que sabemos qual a melhor acção para nós? Ou imaginamos, baseados nos nossos filtros interiores, o que é melhor?

Como se sente quando acredita que tem que melhorar a cada dia?

Para mim, é demasiado esforço interior estar a pensar no que fazer cada dia para melhorar! Que visão teria de mim?

Acordar todos os dias, com o pensamento de que não sou um corpo, sou livre, e saber que não há nada que eu possa fazer para melhorar (ou piorar), porque aquilo que eu sou já é completo, perfeito e uno, traz uma paz e uma serenidade ao meu dia que nada pode abalar.

Podem surgir problemas, podem aparecer contratempos… mas todos eles são formas que tenho de me libertar de memórias que estavam dentro de mim. Aliás, se sinto algo com alguma coisa, onde está essa sensação? Nas coisas ou em mim?

Então é em mim que tenho que libertar… sou eu que tenho que me “descolar” do que pensava que eu era e despertar mais para a verdade sobre mim.

Escrevi este post inspirada num comentário do facebook… agi…😉 Mas não faço disso condição necessária para ser feliz.

Sou feliz porque aquilo que eu sou não é a história que eu penso sobre mim!😉

6 thoughts on “Sou feliz porque aquilo que eu sou não é a história que eu penso sobre mim! ;)

  1. Muito bom.
    Subscrevo a ideia e adorei a clareza da exposição.
    Por vezes o que é tão simples e óbvio não é fácil descrever e transcrever em linhas de texto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s