O consumismo da mente

 

Já deu consigo a querer muitas coisas? Querer ser, fazer e ter inúmeras coisas?

A mente humana está habituada a viver num consumismo mental: quero isto, quero aquilo, quero mais isto, isto não chega agora quero aquilo, etc.

Um consumismo desenfreado que não acaba nunca.

Quantas vezes já estabeleceu objectivos, concretizou-os e depois estabeleceu novos objectivos?

Claro que pode dizer-me: mas o que é a vida sem objectivos?

E eu pergunto-lhe a si: Como seria a sua vida, se se deixasse levar pelo coração, se vivesse no agora e simplesmente fizesse o que era necessário fazer em cada momento?

Isso não significa que não tem planos para amanhã, que não planeie as suas férias.

Significa apenas que vai encontrar satisfação neste momento e não amanhã, ou nas suas férias.

O consumismo material é apenas uma faceta, uma expressão, do consumismo interior mental que consome cada ser humano.

Ter muitas coisas, fazer muitas coisas e querer ser o que não se é, é um vício constante que assola muitos indivíduos, mascarado muitas vezes das melhores intenções.

E não está certo nem está errado. É o que é. A questão que coloco é: é feliz quando tem mais coisas? É feliz quando decide ser outra coisa para além do que é agora? É feliz quando faz muitas coisas? E essa felicidade dura? Ou precisa estar sempre a renovar o stock de novas possibilidades de ter, fazer e ser para ser feliz?

Neste momento, a minha prioridade não é mudar o que é. A minha prioridade é ser feliz, aqui e agora.

E isso não depende daquilo que eu tenho, daquilo que faço ou daquilo que penso que sou.

Se já leu alguns livros de desenvolvimento pessoal, especialmente aqueles que têm a “receita da felicidade”, pode já ter dado conta que é imperativo saber o que queremos ser. É imperativo nos definirmos da maneira como gostaríamos de ser, e agir como se já fossemos assim.

Isto será mesmo uma solução eficaz, consistente e duradoura para nos sentirmos felizes?

Antes de mais, o que é ser feliz? Quando falo em felicidade estou a falar de um sentimento interior de bem-estar e paz.

Na minha experiência, esta felicidade é parte de mim. Algo que está sempre presente. Quando não me sinto feliz, é porque entrei no “consumismo mental” e não me dei conta do que realmente está presente AGORA.

Eu não acredito em receitas para a felicidade, mas sei, por experiência, que cada um de nós tem a capacidade de ser feliz, tem a capacidade de encontrar todas as soluções dentro de si.

Não quer dizer que não tenhamos objectivos, que não tenhamos planos. Mas não estamos dependentes deles para sermos felizes.

Acima de tudo, sei que não é preciso mudar o SER. Esse já é completo, perfeito e imutável. Quando me quero mudar a “mim”, é apenas uma personalidade, que quando em alinhamento com o SER interior, não precisa de mudanças… elas acontecem, sem esforço e sem acções que neste momento não são verdades.

Agir segundo a nossa verdade a cada momento, pode não ser o ideal da perfeição, mas é sem dúvida perfeito para cada um de nós, pois vamos estar de acordo com aquilo que o nosso coração nos diz.

Isto não significa que a nossa verdade não mude. Aliás, quanto mais estivermos disponíveis para vivermos a partir do nosso centro interior de Verdade, as nossas pequenas verdades vão desaparecendo e vamos vendo um novo mundo de alegria, um novo mundo de paz, onde as pequenas ideias que tínhamos sobre nós e sobre os outros não encaixam.

A mente deixa de se consumir a si mesma, para se dar!

A mente deixa de querer, para viver em abundância, onde as coisas são o que são. Onde naturalmente tudo se coordena para que os nossos desejos possam acontecer.

Tal como disse no post anterior, isto torna a minha vida muito mais fácil!!!

Espero que possa tornar a sua também!!

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s