Querer

Hoje em dia todos andamos muito preocupados em encontrar uma receita mágica para a felicidade eterna.

A questão que coloco é: se todos procuram o mesmo, porquê que ainda não encontraram?

Talvez porque a maioria de nós anda a procurar no sítio errado!

Muitos dizem que a solução está dentro de nós, que a felicidade está em nós.

E realmente, onde mais poderia ela estar?

Se somos nós que vivemos a vida, que a sentimos e experimentamos, que a interpretamos e criamos, onde poderia estar a felicidade?

O que acontece, na grande maioria das vezes, é que acreditamos que a felicidade está fora de nós, em algo que ainda não alcançamos.

Já lhe aconteceu a si, estar à espera de algo ou de alguém, para poder dizer realmente que é feliz?

E já lhe aconteceu a si, sentir-se muito bem, mas não se sentir confortável a chamar a esse estado felicidade, pois ainda lhe falta tanto que deseja?

A mente humana criou uma estratégia brilhante para não encontrar a paz: o querer!

Muitos acham que o querer é a alavanca do sucesso, e que querermos viver muitas coisas, querermos ter muitas coisas é uma motivação fantástica para experimentarmos.

Na minha experiência, o querer mantém a tensão interior e apenas nos afasta mais da manifestação natural da vida.

Só quer o que não tem.

Já reparou nisso?

Se começar a estar atento à sua mente, à forma como os seus desejos se manifestam, irá possivelmente reparar, que aqueles que se manifestam mais rapidamente na sua experiência, são aqueles que estão livres do apego do querer.

E é tão subtil a diferença entre o querer e o desejo do desfrute da criação. No entanto, a subtileza está na paz interior que se sente quando se abre mão do querer, e se desfruta da totalidade da vida, aqui e agora.

2 thoughts on “Querer

  1. Olá Ângela

    Gosto e partilho da sua opinião, no entanto creio que querer e desejar pode ser uma alavanca impulsionadora de mudanças. A questão fundamental, parece-me a mim, está no possuir, na retenção, o que acaba por criar rigidez e ruptura. O fluir pleno com a vida acontece quando ultrapassamos os limites da posse, e nos abrimos plenamente para o sonho que estamos a viver. Aí a magia acontece. Sem pressas. A consciência da Impermanência.

    Um abraço em sintonia

    Mizé

    1. Existe uma linha ténua entre o querer com tensão emocional, e o querer sem tensão emocional.
      É como quando queremos encontrar algo – como as chaves – e não conseguimos encontrar e, quando libertamos a necessidade, ela aparece mesmo à nossa frente.😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s