Só o Amor é REAL

Nos últimos dias tenho andado a investigar a minha mente… e cada vez mais descubro em mim coisas fascinantes.

Uma coisa é nós sabermos teoricamente como as coisas são, até mesmo sentirmos que é assim… mas ainda faltar qualquer coisa para dar o clique. Na minha experiência, o “clique” vai acontecendo em diferentes situações e vai-me mostrando mais e mais de mim.

A semana passada todo o meu trabalho foi visto numa nova luz, com uma nova perspectiva.

Todas as pessoas que passam pela minha experiência, todas aquelas que apoio em sessões individuais ou em workshops, foram vistas por uma luz completamente renovada.

As nossas ideias sobre o mundo, sobre a vida e sobre nós, e até sobre Deus, podem ser questionadas. Na minha experiência, só depois de as questionarmos e descobrirmos que são falsas, é que temos a liberdade de viver neste mundo, “sem ser deste mundo”.

O que isso quer dizer?

Já viram a forma como vêem o mundo? Já repararam que todas as pessoas têm uma forma diferente de interpretar o mundo e as situações? Existirá uma forma correcta, ou esse mundo da interpretação será apenas uma ilusão mental? Que apenas acontece na cabeça de cada um?

E se para além da nossa interpretação, existir uma realidade muito mais abrangente e amorosa do que aquela que estamos habituados?

Sempre que questiono os pensamentos e eles abandonam a minha mente, descubro esse novo mundo. Descubro essa nova realidade onde “só o AMOR É REAL”.

E só o amor ser real, significa que só existe AMOR, mesmo!!!

Se nós vemos mais do que amor, ou seja, se vemos amor e medo, é porque ainda existe um pedaço “deste mundo” ao qual não pertencemos.

A nossa mente pertence ao Amor, à Paz.

Sempre que não estamos em estado perfeito de paz interior, algo de errado se está a passar na nossa mente. Não estamos no mundo que nos pertence, e estamos num mundo mental de interpretações equívocadas.

Vamos deixar de ver violência, medo e dor no mundo? Não sei, acho que não. Acho que este mundo tem a função de nos acordar para a nossa verdadeira realidade.

Mas sei que podemos olhar para isso de uma forma diferente, oferecendo apenas amor.

E aí, as acções surgem inspiradas em amor, e não em revolta, raiva ou conceitos de injustiça.

A mudança criativa que este mundo espera é através do amor, e só podemos estar em amor, quando escolhermos abandonar o medo, a raiva, a revolta e a culpa que alimentamos consciente e inconscientemente.

E sabem algo que também tenho descoberto? É que não preciso mudar nada e ninguém precisa mudar o mundo. As verdadeiras mudanças acontecem por inspiração, no momento certo, quando têm que acontecer.

Não é preciso esforço, ocorrem naturalmente.

E o mais importante, eu só preciso mudar a minha percepção daquilo que penso que precisa ser mudado!

Não é fantástico??

E todos podemos experimentar, até tu que estás a ler isto!!! E é a única coisa que podemos fazer para viver em paz!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s