ESCOLHE a tua paz

Oprah.com

Desejamos imenso a solução para todos os problemas que percebemos, queremos ter, fazer e ser milhões de coisas diferentes, queremos ter relacionamentos felizes e ter razão em todos eles.

E no meio de tanto desejo, será possível nos apercebermos que todo o nosso sistema de pensamento vive fora do agora? Vive num jogo de ataque e defesa de uma auto-imagem limitada, pequena e sem perspectiva de sobrevivência eterna?

Será que não é possível parar por breves momentos e observar a loucura que corre dentro das nossas próprias “cabeças”?

Acham possível que a paz interior seja possível numa mente viciada num pensamento frenético e compulsivo?

Já se deram conta que aquilo que nos faz sofrer são os nossos pensamentos? São a forma como interpretamos aquilo que vemos, ouvimos, tocamos, experimentamos, etc?

E quantos de nós desejam paz, mas quando se lhes apresenta uma possibilidade de paz interior, o pensamento de que tal é impossível no mundo em que vivemos prevalece?

Será que todos os pensamentos que surgem na nossa mente são verdadeiros?

Será que podemos acreditar que a felicidade não existe?

Será que podemos realmente deixar as nossas vidas serem mais do mesmo, serem um testemunho de dor, sofrimento e acomodação?

E será a revolta, a raiva, o inconformismo e a reclamação constante a solução?

Já Einstein dizia que um problema nunca pode ser solucionado no mesmo nível mental onde foi criado!

Não estará a raiva, o medo, a reclamação, o inconformismo e a revolta no mesmo nível mental de todos os problemas?

Onde está o Amor no meio disto tudo?

Onde ficamos nós no meio de tanto burburinho mental?

Onde vives tu, todos os dias, em todos os momentos? Na tua mente? Naquilo que a vozinha na tua cabeça sussurra sobre o mundo que vês, as pessoas com quem te cruzas?

E se houve mais do que esse universo de julgamentos do mundo exterior?

E se conseguissemos ver para além dos olhos físicos e sentir o Amor que nos une a todos, que permeia tudo e todos?

Só por um instante pára… ouve, observa e sente o teu respirar.

Tu não precisas pensar para que ele aconteça. Não precisas criar o objectivo de respirar. Não precisas criar o objectivo de VIVER!

A vida és tu!

E se tu és a vida… não mereces mais do que aquilo que estás a viver agora?

E se para isso, apenas fosse necessário uma mudança de perspectiva?

Todas as perspectivas estão disponíveis num único sítio, num único espaço e num único tempo: EM TI, AQUI E AGORA!

Que perspectivas queres na tua vida?

Olha para dentro de ti e deixa que o amor se manifeste! Está à distância da TUA ESCOLHA!

One thought on “ESCOLHE a tua paz

  1. Olá Ângela:

    Mais um belo post que fez o favor de me enviar.Claro que adorei…
    Só tenho pena de não estar no Porto, para poder usufruir de todos os seus conhecimentos para, da melhor forma possível ,viver am PAZ ,AMOR e FELICIDADE.
    Carinhosamente

    Zeza

    Carinhosamente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s