A busca do amor

Imagem: Google

Quando nos focamos nos aspectos positivos das pessoas, descobrimos que estamos rodeados de pessoas maravilhosas.

E se nos focarmos nos nossos aspectos positivos?

E se aquilo que pensamos que é negativo, em nós e nos outros, é simplesmente natural e fascinante?

Se não julgarmos o bom e o mau, o positivo e o negativo?

Acho que quando deixamos de julgar, quando apenas observamos o que é, conseguimos compreender que o positivo e o negativo são apenas faces da mesma moeda na personalidade – busca de amor.

E quando conseguimos ver isso, conseguimos amar o todo, conseguimos simplesmente AMAR, e SER!

É importante nos lembrarmos que nós focamo-nos naquilo que queremos ver! SEMPRE!

E nós vemos apenas aquilo que queremos. Ouvimos apenas aquilo que queremos.

Ao focar a mente no amor, estamos a escolher ver o Amor!

Ao escolher ver os aspectos positivos nas pessoas, estamos a querer encontrar Amor. É bom? É mau?

É o que é!

Para mim, é uma experiência fantástica! É consciência de que todos buscamos o mesmo, todos temos medo do mesmo, todos simplesmente vivemos na mesma ilusão de separação.

Num nível que muitas vezes não conseguimos ver, todos somos iguais.

E todos temos a lembrança de Quem Realmente somos em nós, e é essa lembrança que nos impulsiona a Amar. É essa lembrança que nos impulsiona a desejar perdoar, a desejar viver relacionamentos fantásticos e felizes.

E no fundo, todos temos esse desejo.

Independentemente dos comportamentos, todos desejamos ser felizes. E os comportamentos são apenas uma coisa: pedidos de Amor!

Então, para quê nos focarmos nos erros, quando os erros são apenas pedidos para retornar-nos a casa? São apenas sinais que damos uns aos outros e a nós mesmos, de que sentimos medo e queremos simplesmente recordar o que é o Amor.

O medo é normal?

Sim.

O medo é natural?

Não!

Mas ainda é normal sentirmos medo. Porquê?

Isso importa? Não vale a pena procurar as razões do medo. Quando procuramos as razões da escuridão, temos que entrar nela, e muitas vezes sair de lá não parece simples.

E se simplesmente olharmos o medo de frente? E se simplesmente olharmos a escuridão de frente?

Nesse momento, tudo se dissolve!

Não parece fácil, porque em momentos de medo parecemos perder o controlo. Mas podemos decidir fazê-lo, independentemente do que esteja a acontecer. E sim, é possível fazê-lo!

E no momento em que tomarem essa decisão, vão descobrir uma liberdade tremenda.

O medo é uma ilusão porque se dissolve quando decidimos olhá-lo de frente. E desistir do medo é abraçar o Amor e a Liberdade.

Não tenham medo de abdicar de discussões com aquela pessoa, não tenham medo de ser engolidos pela beleza dos outros e de abdicar da vossa razão.

Não tenham medo de desaparecer no meio do caos e da confusão mental.

Lembrem-se que já muitos ultrapassaram o medo! E que todos temos as mesmas capacidades, e o mesmo direito a SER FELIZES!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s